29 de novembro de 2016

Atendimento Humanitário

Para que as coisas se resolvam não adianta fazer barraco, tem que ir na Ouvidoria de cada local público e formalizar a reclamação pois  é assim que podemos mudar e melhorar os atendimentos.
Reclamar apenas é fácil, tem que chegar em quem pode resolver. Só assim o Atendimento Prioritário  pode melhorar,e se voltar a acontecer eu voltarei a reclamar, e eles sempre ligam pra dar um retorno do que foi feito.
O Atendimento Prioritário é direito e não favor, e temos que nos posicionar senão estaremos retrocedendo a tudo que tanto lutamos diariamente. Isso inclusive é lei que deve ser cumprida sem lesar emocionalmente , clinicamente e fisicamente a Pessoa com Deficiência Física ou pessoas que necessitem de um atendimento mais rápido.
Eu sei que no nosso País tudo está um caos, que inclusive é cultural ser tudo precário, mas onde podemos e conseguimos temos que nos manifestar. Pode não resolver em alguns lugares, mas naquilo que eu posso, serei a diferença de não apenas reclamar, mas de conseguir modificar alguma coisa, por menor que seja!

Adriana Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário