7 de julho de 2016

O que a Pessoa com Deficiência Física precisa? O que é de fato feito à ela?

Eu nunca vi em lugar algum projetos concretos e eficientes destinados às Pessoas com Deficiência Física pensando em tudo que eles precisam assim como todo cidadão com direitos e deveres. Algumas coisas melhoraram é verdade, mas está muito distante ainda da dignidade que precisam e devem ter.
Se houvesse uma verba distribuída para atender a todas as necessidades que eles possuem seria perfeito. Mas em nosso País nada é distribuído corretamente e são várias promessas, várias lacunas sem uma perspectiva e sem plano ou continuação de funcionamento.
Para iniciar um projeto à essas pessoas será que antes as pessoas que podem e devem fazer algo, olham ou sabem o que está sendo feito para eles na cidade por exemplo?
Eu perguntaria: Como estão as rampas e as calçadas? Como é a acessibilidade em lugares públicos? Elas tem realmente esse acesso? E a questão da saúde, atendimentos, acompanhamentos, transporte, orientação e amparo, medicamento, moradia, alimentação? 
No Estatuto é tudo muito bonito, mas na prática sabemos que não é bem assim.
Tudo é dificultoso, burocrático e muitas pessoas passam situações humilhantes e outras eu diria que desistem porque tem que correr para cuidar dessa pessoa e acabaria perdendo tempo com tantas idas e vindas, papéis e mais papéis, que em nada facilita a vida delas.
Sugiro, em ano eleitoral à esses políticos que dizem que abraçam a causa e apoio a Pessoa com Deficiência física outros tópicos mais complexos, até mais dos que mencionei aqui. Que não se limitassem apenas que eles precisam somente de rampas e acessibilidade. Eles precisam de respeito, dignidade e de coisas básicas, fundamentais, primordiais porque eles existem. Aliás, não é preciso ano eleitoral para se fazer algo. Essas pessoas precisam de tudo todos os dias. E se as coisas não estão fáceis para todos nós, imagina a eles que tem que conviver com o descaso, com a humilhação, com o não na cara, com a dificuldade de não ter algo essencial e se expor a diversas situações e não conseguir ter voz em lugar algum, e ainda as pessoas acharem que estão fazendo um favor. 


Tópicos a serem vistos se existem, funcionam ou precisam iniciar. 
O que está sendo feito?

* Calçadas
* Rampas
* Acessibilidade em lugares públicos como hospitais, lazer.
* Hospital Referenciado e diferenciado para Pessoas com Deficiência, com atendimento multidisciplinar ambulatorial e de emergências, acompanhamentos com profissionais qualificados.
* Orientação jurídica às famílias. Direitos e deveres dos Deficientes.
* Garantia a eles de qualidade de vida, assistência e amparo.
* Medicamentos, alimentação.
* Papanicolau e mamografia exames de rotina. Urologista. Exames preventivos.

 (Adriana Silva)

Nenhum comentário:

Postar um comentário