8 de janeiro de 2016

O atendimento que é deficiente

Queria entender porque certos comportamentos de certas recepcionistas. eEncosta no balcão elas não te veem.
Parece que vc está pedindo um favor. E pior: Não podemos fazer nada, porque é desacato.
Não quer trabalhar? Fica em casa!
Existem muitas pessoas que dariam tudo pra ter o emprego delas.
É sempre assim, não vou generalizar porque nem todos são assim. Existem poucas (mas valiosas) pessoas com gestos de generosidade.
Então o que faço?
Encaminho todas as minhas reclamações pra ouvidoria.
Numa situação anterior vi as enfermeiras reclamando que toda a desorganização na realização dos exames é porque quem recebe os papéis demoram a entregar e não separavam a prioridade. E as enfermeiras levam a culpa, e elas mesmas diziam o porque da bagunça.
Eu reclamei. Entraram em contato comigo. Agora elas levantam várias vezes pra entregar. Mas sempre tem uma ou outra azeda ali, e não é isso que vai estragar a reputação de um hospital que sempre nos dá amparo.
Por isso, cada vez mais valorizo bons profissionais!

Adriana

6 de janeiro de 2016

Burocracia e Desrespeito

Infelizmente a parte burocrática nesse País muitas vezes nos faz sentir o desrespeito nos ossos! 
Quantas vezes cheguei em um lugar para fazer um exame ou consulta e por falta de interesse, de orientação ou desorganização? 
As coisas poderiam ser mais simples e facilitadas de fato. É muita falta de respeito!
Eu reclamo porque minha filha acorda cedo, e para eles é cansativo. Esse tipo de falha é inaceitável. Muitos funcionários sequer olham na nossa cara, e como todo lugar há funcionários mal humorados. Hoje aconteceu de irmos preparadas para ela ter uma consulta e essa consulta não aconteceu, e é a segunda vez que acontece por falta de organização entre um setor de registro e o outro na qual seria atendida.
Reclamei na ouvidoria e o assunto foi repassado para que esse tipo de falha não aconteça nem com a minha filha e nem com nenhum outro paciente.
Não vou detalhar a situação porque sempre a minha filha foi bem amparada no local, e acho ético não citar. 
Complicam demais algumas coisas, acho que muita coisa poderia mudar.

(Adriana Silva)