31 de dezembro de 2015

Não me importo com o que acham do meu filho. A diferença é o que eu sinto por ele!

Uma coisa que aprendi nesses 16 anos que tenho a minha filha é não me importar com o que as pessoas acham, pensam e falam.
Há situações em que ou eu deixo a pessoa falar, pensar e achar o que quiser e saio. Mas sempre há algumas que são " pérolas".
Uma pessoa me vendo com a Jaque disse:
- Ela precisava vir ao mundo pra você e seu esposo pagar algum pecado que vocês cometeram.

Eu calmamente e sorrindo (deu vontade de gargalhar) respondi:
- Pode ser! Sabe senhora, seja lá qual for o pecado que eu cometi deve ter sido muito bom. Porque tenho o privilégio de ter uma lição de superação, de vida e de amor convivendo comigo. E sejam lá quais forem as minhas lutas, tê-la comigo é mais uma honra do que um castigo. Mas enfim, se a senhora pensa assim, meus pêsames. E estou sorrindo porque graças a Deus não penso assim.
A mulher se pudesse cavava um buraco e se enfiava nele. Falei com tal leveza, com tal alegria e naturalidade, que quando olhei pro lado a mulher tinha desaparecido!


Esse povo que se acha religioso sabe tudo, menos o que é Deus, porque é o fim da picada a pessoa achar que Deus dá castigo, que minha filha precisa ser curada de alguma coisa, aliás as pessoas que não aceitam e quando foge dos padrões eles costumam julgar como anormal e acham que pra tudo precisa ter explicação.
Deus está no meu lar, no meu coração, na minha vida, nos meus tombos, nas minhas superações, nas minhas alegrias e tristezas. Deus está nas minhas lágrimas, ele está comigo! Já com esse tipo de pessoa que fala, faz, pensa e acha coisas assim tenho minhas dúvidas.


Enfim.... Me sinto aliviada quando acontece algumas coisas. Vejo o quanto eu evoluí como pessoa. Vejo o quanto sou abençoada. E enquanto eu viver, vou lutar pra minha filha continuar sendo feliz. Afinal, nem todas pessoas são felizes mesmo andando com as próprias pernas!
Se antes eu chorava com essas atitudes, hoje eu dou meu sorriso com mais força. Eu vejo o quanto estou no caminho certo. Me permitindo ser guiada por Deus, por pessoas que estão no nosso caminho e pelo amor. Esse sentimento ninguém vai entender! Entendo que muitas pessoas são ignorantes e outras não sabem se expressar, mas muitas só aprendem quando levam uma dessa. 


Sempre faço de tudo pra não ser grosseira, até porque eu precisaria nascer de novo pra tal feito. Mas já ouvi de pessoas muito próximas: - Você não aceita a verdade (quando me posicionei em relação à uma opinião da pessoa sem saber o que estava falando). Eu disse: Que verdade? A sua? Me desculpa, sequer sabe o que acontece, não convive e nem passa os dias comigo e nem vai à uma consulta dela pra saber como é a vida dela. Então.... A verdade é uma só: Quem cuida sou eu, não peço sua ajuda, então a sua opinião também está dispensada! (E nessa ocasião falei brava mesmo, porque a pessoa me saturou de tanto ficar falando as coisas não na minha cara mas pra outros).


Tenho muito orgulho da minha filha, e quem se incomoda com ela e todos os outros filhos maravilhosos assim como a minha, precisam é fazer uma faxina na cabeça. Mais amor, menos padrão. Mais amor e menos palavras sem noção.

Adriana Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário