31 de dezembro de 2015

Comportamento dos pais diante da deficiência do filho



Vou dar meu comentário:

Independente da " Deficiência" aqui é o contrário. Meu marido superprotege ela até hoje. Ele tem esse comportamento de cuidado, às vezes até comigo e pego muito no pé dele. Eu sempre fui mais realista com algumas coisas. Mesmo se ela não tivesse limitação alguma, ele seria do mesmo jeito.
Eu sempre olho pelo seguinte ponto: Se ela tem que realmente passar por determinada coisa ok, mas essa questão é a dos prós e contras. Infelizmente não dá pra poupá-la de tudo. Há coisas que ela precisa passar,e outras podemos estudar o caso. Não dá pra colocar em uma redoma de vidro.
Quando ela era menor eu não dava gelado, não deixava pegar vento. Ela vivia doente! Hoje, é totalmente diferente porque aprendemos a ser mães com o tempo. 

Adriana Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário