17 de junho de 2015

Gentileza - Um artigo de luxo

Hoje, o mundo anda acelerado. Todo mundo com pressa, atrasado, sem espaço para as gentilezas. A ignorância esbarra literalmente sobre nós e sequer podemos reclamar. Faltam olhos que possam ver, braços que realmente saibam acolher. Mas não faz mal. 
Hoje a gentileza causa estranheza, e poderia ser uma coisa rotineira e não eventual. As pessoas andam muito ocupadas, distraídas em seus mundos, em seus aparelhos eletrônicos, em seu próprio umbigo. É praticamente cafona e brega ser gentil. Uma pena essa inversão de valores. Essa falta de tato e visão em relação à uma pessoa que está ao seu lado e amanhã poderá ser você.
Embora a falta de educação seja algo que nos magoe, é a atitude do outro que define o caráter que ele tem. E se isso lhe servir de consolo, se sinta mais motivado a não fazer o mesmo. E se quer ser feliz de verdade, jamais faça com os outros o que não gostaria que fizessem com você. A moeda da vida é universal. Aquilo que se faz hoje, pode retornar. E que não seja tarde demais para mudar ou melhorar. Ou simplesmente fazer aquilo que deveria ser feito - por todos!

(Adriana Silva)