11 de agosto de 2014

O Fantasma da Depressão.

Muitas pessoas já tiveram ou vão descobrir que tem a tão temida Depressão.
O fato é que alguns fatores contribuem para tal, um deles é o fator genético ou seja, algumas pessoas já nascem predispostas a terem essa "doença".
Só quem já passou sabe como é. Independente de genética ou não, seja lá qual for o momento que desencadeou isso, é algo muito triste.
Tive o primeiro contato com a depressão ainda criança. Meus pais passavam por problemas financeiros, e eu sempre vivia os problemas deles, me preocupando como uma pessoa adulta. Só hoje consigo identificar esse meu primeiro frente à frente com ela.

Mais tarde, em algumas situações da minha vida, à enfrentei várias vezes. A depressão é algo tão ruim que nos deixa totalmente impotentes e paralisados. Eu nunca demonstrei, então quando eu contei que estava em meio à uma crise algumas até se assustaram. Já outras disseram: Depressão porque? Eu pensava comigo: Oras, será que depressão tem justificativa? Será que tenho que abrir o motivo, ou às vezes nem saber e me sentir culpada por isso?

A maioria das mães especiais já tiveram contato com a Depressão, Síndrome do Pânico por exemplo. Muitas não reconhecem o problema, e outras não terão. O que eu observo é que na maioria do tempo estamos tentando ou de fato sendo fortes. Abraçando o mundo, levando o mundo nas costas. E inevitavelmente não aguentamos. Isso desaba em forma de depressão.

Como viver com isso, tendo uma vida cheia de responsabilidades, lutas, conflitos? - Não é fácil, pois é uma luta diária.
Mas como se cura a depressão?
Se você reconhece os seus conflitos, os seus problemas, e consegue chegar na raiz do problema você estará curado, mas saberá que se não trabalhar sempre essa raiz, o problema vai voltar.

Na época em que passei com uma Psiquiatra, meu marido ficou assustado. Eu também. Só tomei a medicação que me receitaram por 2 meses e logo em seguida minha filha estava operando da coluna, então fiquei meses sem sentir aquelas coisas, por estar ocupada demais.

Muitas pessoas acham que a depressão é falta do que fazer. Engano delas! É claro que ocupar seu tempo vai te fazer esquecer os pensamentos ruins. Ser produtivo, útil, fazer atividades físicas, atividades ocupacionais, entre outras coisas. Mas muitas pessoas também sequer tem força pra levantar. Tudo é difícil, até um simples banho.

Quem já teve depressão como eu, precisa sempre se policiar. Acho que só melhorei quando me conscientizei dos meus problemas internos. Quando percebi que é cada dia de cada vez, e que não sou perfeita, a ficha caiu! Quando parei de me deixar afetar por coisas que eu não deveria abraçar, quando eu tinha que fazer as coisas por partes pois a vida de mãe especial não é fácil!

Descobri a atividade física. Primeiro por necessidade para uma vida saudável. Depois como uma aliada. ma válvula de escape. Um prazer. Outro ponto que desencadeia uma depressão é quando você se anula. Quando você vive muito só para os outros. E quando na sua vida não há uma lista de prazeres. Todos nós precisamos de momentos conosco. Sei que é difícil, mas sou o exemplo vivo de superação. Não precisei ficar fazendo terapia, nem tomando medicamento. Coloquei minha força de vontade, de vencer em primeiro plano. Percebi que se tinha força pra fica no baixo astral teria força para buscar meu bem estar.

Se existisse uma fórmula contra a Depressão seria maravilhoso. Infelizmente vejo muitas pessoas sofrerem desse mal. Eu nunca aceitei ficar daquela forma. Demorei um pouco pra acordar. Mas lutei. Reconheço coisas que possam me deixar pra baixo e dou um jeito automático de não sofrer. Aliás meu cérebro automaticamente quando percebe que algo me trará um sofrimento desnecessário ele me breca.


A depressão surge muitas vezes também com a nossa incapacidade de superar perdas, de atravessar momentos difíceis. Nunca se culpe. Sei que muitas vezes é difícil fazer algo. Mas faça. Há momentos que você fica bem e no outro não fica. Tente de novo e sempre. Depressão é uma doença e precisa ser cuidada. Se reconhecer as suas dificuldades já é meio caminho andado. E não  adianta fica reclamando, nem ficar dependente do remédio apenas. Tem que ir à luta! Conheci casos em que pessoas com depressão viraram corredores profissionais. Conheceram pessoas novas, e assim abre um mundo de possibilidades. Precisamos sempre de contato com as pessoas. Isso nos ajuda e muito!

Recentemente descobri o prazer em coisas que eu jamais me imaginaria fazendo. Sou tímida e morro de vergonha de algumas coisas. Descobri na dança um grande aliado pra buscar meu equilíbrio e soltar minhas energias, mantenho o Pilates há 1 ano e meio mais ou menos, fora as outras atividades que mantenho pra saúde, bem estar. Conheci pessoas novas, vivo em outro ambiente, damos risadas, conhecemos outra histórias de vida. Saímos do mundo que já conhecemos e vamos para o nosso. Mergulhamos no nosso mundo interno. A primeira coisa benéfica foi a minha mudança mental, emocional. Depois os benefícios físicos, que para mim são importantíssimos para me sentir bem, e cuidar da minha filha.

Então se posso dar um conselho dou este: Arrume sempre um tempo pra você. Descubra novos talentos, novas atividades, trabalhe sempre seus conflitos, exercite sua paz. Porque na vida a gente já tem tanta coisa pra cuidar, e se preocupar com o que não vale a pena é suicídio!
 
Compartilhe seu problema ou dificuldade com alguém que você confia. Se faz necessário procurar ajuda médica. Não fique sozinho(a) nessa! Tenha Fé em Deus. Sempre! Mas não carregue isso só. Peça ajuda. Não enfrente isso sem ninguém.

Muita paz e alegria!

Adriana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário