4 de junho de 2014

Cada um sabe o que passa

Hoje estava aguardando a consulta da Jaqueline, daí vi uma mulher olhando, olhando.... E aquilo começou me incomodar.
Daí ouvi a pobre mulher dizendo: Tadinha, na cadeira de rodas, ainda bem que meu filho não está assim...

Eu ouvi e fingi que não ouvi. Acho que tem momentos que a gente não deve discutir com a ignorância. Ela pensou que eu não ouvi. A ignorei e parei de olhar pra onde ela estava. Mas pensei comigo mesma que há pessoas que julgam as outras pela capa, e são tão ignorantes ou infelizes que jamais saberão o significado de felicidade. Que pra mim é ir além da dificuldade e mesmo assim conseguir ser doce e sorrir.

Não acho que ninguém é coitado. É claro que me deparo com casos difíceis ali, todo mundo está no mesmo barco. Fico sensibilizada quando vejo crianças com tumores, doenças genéticas que parecem aberrações. Rostos sofridos de mães, pais que por vezes não conseguem descobrir o diagnóstico dos seus filhos.

Dou graças a Deus por tudo que passamos, superamos, aprendemos, e sei que existem pessoas em situações desesperadoras. Mas cada um sabe como é viver na sua pele... Pro outro pode ser muito difícil, mais do que realmente é, mais do que ele pensa, mas o fato é que cada um leva a sua vida da maneira que lhe cabe. Acho que as maiores dificuldades são as internas, porque as externas a gente luta e supera. As internas demasiadamente pesadas nos fazem sofrer um pouco mais até que a nossa maturidade nos permita enxergar as coisas de uma outra maneira.

A minha maior preocupação é estar bem pra ser digna de ter a companhia da minha filha, e se me cobro é porque apesar de saber que sou humana eu deva largar mão de me preocupar com os outros, e deixar pra cuidar do que realmente vai ocupar meu tempo, meu raciocínio. E quem realmente não conhece as nossas lutas, jamais entenderão as nossas vitórias, lágrimas, fracassos e jamais entenderão o porque apesar ou com determinada circunstância estamos sorrindo.


(Adriana  - 25/03/2014)

Nenhum comentário:

Postar um comentário